maio 29, 2008

Crianças... "A maior flor do mundo"


Como sabes, no próximo Domingo comemora-se um dia importantíssimo e que muito nos alegra: o Dia Mundial da Criança!


A nossa Biblioteca, seguindo o belíssimo exemplo do Centro de Recursos Poeta José Fanha (Agrupamento de Escolas da Venda do Pinheiro), vai assinalar a referida data na Segunda-feira, 2 de Junho, de um modo bem especial: vamos projectar, durante os intervalos e hora de almoço, a curta-metragem de animação baseada na única obra que José Saramago, o Nobel Português, escreveu para crianças - A Maior Flor do Mundo.

Este bonito texto de José Saramago, é uma narrativa e pertence ao género infanto-juvenil (estará brevemente disponível na estante respectiva).

-

Sugiro-te um "trabalho de casa" para usufruires do filme:

- Descobre o autor no sítio da DGLB;

- Lê mais sobre esta obra aqui;

- Recomendo também que releias os "post" que publiquei neste blogue nos dias 19 de Abril e 14 de Maio;

- Vai à descoberta de outras obras de José Saramago nas estantes da classe 8... há várias!

.

Referências bibliográficas:

Saramago, José (2001), A Maior Flor do Mundo, Lisboa: Caminho

ISBN: 972-21.1437-9

2 comentários:

Anónimo disse...

Agradeço a referência (a identicação dos «créditos», como é moda dizer), mas grande parte do crescimento das BE´s nos últimos dez anos deve-se, na minha opinião e com base na minha experiência, à partilha.Acreditem que também eu já aprendi convosco e com muitos outros. Só assim se justifica que tantos professores, sem experiência de bibliotecários, tenham conseguido cimentar um trabalho tão consistente num domínio que é alheio à sua formação de base.
Obrigada e parabéns! Continuo uma admiradora do vosso trabalho:
Dia 2 vamos, com certeza, prestar uma bonita homenagem às crianças e ao Saramago, divirtindo-nos muuuuuito!
Jacqueline Duarte

(Centro de Recursos Poeta José Fanha / Escola E.B. 2, 3 da Venda do Pinheiro)

Anónimo disse...

Professora eu vi o filme na biblioteca e gostei muito de ver é muito bonito porque eu gosto muito de flores e de filmes. Podiam dar mais filmes na biblioteca.
Marisa Nunes